FILTRO

sábado, fevereiro 10, 2018


Quando olhei profundamente nos olhos de Maria pude perceber que possuíam um brilho todo especial.

Seus cachos dourados complementavam seu sorriso largo. Ela parecia feliz mas diferentemente feliz, não como as outras pessoas. Ela tocou meu rosto com suavidade e disse:

Todos nós vamos morrer um dia. E só Deus sabe o nosso dia. Ele escolhe e existe "a hora" de cada um. Quando é chegada a hora ele nos permite saber. Todos nós vivemos com a esperança que isso não aconteça mas isso faz parte do ciclo da vida. Quando a gente sabe que vai morrer não existe mais aquele 'filtro estranho'. Você simplesmente quer se permitir viver tudo que a vida lhe permite.

Você não precisa mais ter receio, vergonha ou medo porque simplesmente cada minuto é precioso. Quando você sabe que vai morrer... E isso parece ser tão tétrico. Mas falo com calma, suavidade e paz. Porque eu descobri isso faz pouco tempo, então... pouco tempo me resta para ficar pensando na parte ruim ou nas coisas ruins que me acometem. Eu simplesmente quero viver perto de quem eu amo da maneira mais plena. Também quero poder sorrir mais, ser feliz por ter meus dentes tortos (mesmo sendo tortos). Quero poder comprar as coisas que sempre quis sem deixar ninguém endividado. Quero poder ir a lugares que eu sempre quis ir, fazer e falar as coisas que eu sempre tive vontade.

Quando você sabe que está indo, não se importa mais com o que os outros vão pensar. Se eles acham certo ou errado. Se eles vão achar "feio" você falando palavrão. O palavrão simplesmente sai da sua boca como se fosse algo natural. Você se veste do jeito que gosta, dança do jeito que adora, é do jeito que é de verdade. Sem medo, sem ressentimento, sem culpa. Não estou dizendo que você deve cometer crimes e pecados mas sim que você se liberta e não existem mais amarras que te aprisionam. Você não tem mais "frescuras", não fica se policiando mais.

Eu sei que eu devia viver assim sempre, desde sempre mas... esse é o erro das pessoas. Elas se dão conta que viver é uma dádiva e algo divino quando estão prestes a morrer.

Não chore assim por mim. Não quero a sua pena. Quero que você aproveite enquanto estou aqui viva fisicamente para estar contigo. Eu também fico triste mas não quero focar nisso, quero aproveitar o tempo que me resta. Então não chore, minha amiga, senão eu vou chorar e eu não quero ficar mais triste do que já estou e chorar mais do que já chorei porque meus olhos doem.

Então, segure a minha mão e saiba que mesmo que eu não esteja mais presente fisicamente... espiritualmente eu vou estar pois minha alma e espírito vão ser guardados por Deus. Eu sei que Deus terá misericórdia de mim.

Além disso, nós temos esse dia ensolarado para aproveitar e fazermos o que quisermos.

Não pense no fim mas pense no que ainda podemos viver enquanto estamos aqui juntas, sorrindo abraçadas. Pense no hoje.

* Músicas: Behind blue Eyes e The Blower's Daughter.

Você também vai amar

0 comentários

Quer comentar com o face?

facebook

instagram

flickr